Como fazer portabilidade: dicas e orientações

Por que as pessoas escolhem mudar de operadora e como fazer a portabilidade de uma operadora para outra sem perder o número do telefone?

Há algum tempo, cerca de dez anos, no Brasil você tem o direito de mudar de operadora de telefone fixo ou móvel e permanecer com o mesmo número.

Fazer a portabilidade pode ser motivado por vários aspectos. Desde a operadora, que porventura não está atendendo a cobertura do lugar que você mora de forma eficiente, até a possibilidade de outra operadora oferecer melhores planos e serviços do que a sua atual.

Desta forma o consumidor consegue tanto aproveitar o melhor em planos, cobertura, preços e ofertas para atender às suas necessidades como fazer portabilidade.

Fato é que, independente do motivo, você pode simplesmente mudar de operadora e permanecer com o mesmo número de telefone. E essa é uma prática que se tornou comum entre os consumidores das operadoras de telecomunicação.

De acordo com a Anatel, nos últimos dez anos “mais de 45 milhões de pedidos de consumidores foram atendidos com a manutenção dos números telefônicos fixos e móveis em troca de plano, de operadora e de endereço”.

Ainda de acordo com a agência, as solicitações diárias de portabilidade atualmente chegam a ser mais de 500 mil por mês, e 80% delas são para celulares.

E afinal, como fazer portabilidade?

Fazer a portabilidade é um procedimento simples. Você pode solicitar a migração junto à operadora para a qual deseja migrar, via telefone ou ir até uma loja autorizada.

A solicitação da portabilidade deve ser feita pelo titular da linha e caso a solicitação não esteja sendo feita pelo titular você deverá concluir o processo presencialmente em uma loja da operadora.

Os dados necessários para a portabilidade são:

  • Nome completo;
  • Número do RG ou do CPF (pessoa física);
  • Número CNPJ (pessoa jurídica);
  • Número do telefone;
  • Nome da operadora atual.

Passo a passo de como fazer portabilidade

  1. Escolha um novo plano na operadora de telefonia para qual deseja migrar seu número de celular;
  2. Certifique-se de que não existem pendências junto à sua atual operadora, como contas vencidas, débitos, multas ou quaisquer dívidas.
  3. Entre em contato com a operadora para a qual deseja migrar, se possível vá até uma loja e realize o procedimento no local;
  4. Informe seus dados pessoais: nome, CPF, RG, endereço e o número que deseja a portabilidade;
  5. Pague a taxa de portabilidade à nova operadora. O valor máximo que pode ser cobrado ao usuário é de R$ 4,00.
  6. Guarde o número de protocolo e agende com a sua nova operadora a ativação do serviço. Este processo pode levar até 3 dias. Sua linha antiga continuará funcionando normalmente até o início de migração de operadoras.

Como fazer portabilidade: informações importantes

Algumas informações importantes que você precisa saber sobre a portabilidade são, por exemplo, a de que não é possível pedir a portabilidade para outro estado.

Nesse caso o telefone fixo você consegue fazer portabilidade somente com o mesmo código DDD e o celular apenas dentro do mesmo município.

O valor máximo cobrado para concluir um serviço de portabilidade é de R$ 4,00 e você poderá ter os serviços do seu telefone móvel ou fixo suspensos, de acordo com a regulamentação da Anatel, de até 24h. Mas a mesma regulamentação também determina que na maioria dos casos esse tempo máximo não ultrapasse o período de 2h.

Sua portabilidade, ou seja, a transferência do seu número para outra operadora deverá ser concluído em até três dias úteis. E você deverá receber um número de protocolo para que consiga acompanhar o processo.

Se por algum motivo você desistir da portabilidade no meio do processo de transferência, terá até dois úteis para solicitar o cancelamento, mas saiba que você pode mudar de operadora e plano de serviço a qualquer momento e quantas vezes julgar necessário e descobrir como fazer portabilidade em alguns casos pode lhe trazer benefícios.